Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Resolução 63, de Reestruturação da Justiça do Trabalho, está na pauta do CSJT nesta sexta (25/6), às 14h

Sisejufe orienta servidores do TRT1 a pressionar conselheiros. Veja como participar.

Resolução 63, de Reestruturação da Justiça do Trabalho, está na pauta do CSJT nesta sexta (25/6), às 14h, SISEJUFE

O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) discute a Resolução 63, que trata da reestruturação da Justiça do Trabalho, na sessão desta sexta-feira (25/6), a partir das 14h.

A minuta da nova Resolução 63, ao contrário de reestruturar a JT, na verdade, a inviabiliza e desmonta. Segundo esclarece o diretor do Sisejufe e servidor aposentando do TRT1, Amauri Pinheiro, a resolução só trará danos à própria visão da instituição, desespero aos servidores com consequente adoecimento, prejuízos incalculáveis aos advogados e à sociedade e desalento aos magistrados.

“Nós não podemos deixar a data passar em branco”, diz Amauri.

O dirigente sindical orienta os servidores do TRT1 a enviar e-mail aos conselheiros do CSJT. Disponibilizamos abaixo os endereços eletrônicos e um modelo de texto a ser enviado.

E-mail dos conselheiros e conselheiras:

csjt@csjt.jus.br; gvp@tst.jus.br; mauro.osorio@tst.jus.br; spcoelho@tst.jus.br; secg@tst.jus.br; gcg@tst.jus.br; gmka@tst.jus.br; fjpierre@tst.jus.br; gmacc@tst.jus.br; agatha.ribeiro@tst.jus.br; gmjrp@tst.jus.br; viviani.maia@tst.jus.br; conselheiro.lairto@trt11.jus.br; flavia.zamboni@trt11.jus.br; gab_nicanor_lima@trt24.jus.br; luciana.vivas@trtes.jus.br; frederico.gomes@trt19.jus.br; rosanedalazen@trt9.jus.br

Modelo de texto para ser reproduzido:

Exmo/a. Conselheiro/a do CSJT ____________________________,

Cientes das alterações trazidas na versão final da minuta de nova Resolução 63/2010, a ser submetida ao Plenário do CSJT para apreciação, nós, servidores da Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro, solicitamos mais tempo para análise por parte de nossas entidades representativas buscando aprimorar a proposta, no entendimento de que, atrás dos números e fórmulas da proposta, há pessoas vivendo um período de graves angústias provocadas pela pandemia de Covid-19 e que buscam prioritariamente defender sua vida e a de todos e todas, sem olvidar a adequada prestação jurisdicional aos cidadãos.

Últimas Notícias