Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Reposição emergencial e pesquisa de saúde em pauta no TRF2

Sisejufe se reúne com diretor-geral do Tribunal Regional Federal da 2ª Região para discutir demandas da categoria, nesta quarta-feira (6/7)

Reposição emergencial e pesquisa de saúde em pauta no TRF2, SISEJUFE

O Sisejufe tem realizado diversas reuniões com gestores dos tribunais superiores e regionais e já tem outros encontros agendados para tratar da pauta do reajuste salarial da categoria, cumprindo a agenda aprovada pela Fenajufe. Nesta quarta-feira (6/7), a presidenta Eunice Barbosa e o vice-presidente Ronaldo das Virgens se reuniram com o diretor-geral do TRF2, Paulo Cezar Braga Edmundo.

Eunice fez uma retrospectiva da luta pela reposição salarial e lamentou que a defasagem já ultrapasse os 25%. “Trabalhamos com a possibilidade de reestruturação com recomposição emergencial ainda este ano, já que há sobra orçamentária; e com a necessidade de previsão orçamentária para complementação dessa recomposição em 2023. Para chegar ao Congresso Nacional, é preciso que haja a iniciativa do nosso patrão, o presidente do STF. O problema é que não há diálogo com o ministro Fux. Queremos a abertura de mesa de negociação para mostrar que há alternativas. Temos estudos que comprovam as perdas e a viabilidade orçamentária e temos o direito de dialogar e apresentar nossos argumentos e propostas. É possível fazer uma reestruturação parcelada, começando este ano e complementando em 2023, mas é preciso prever no orçamento anual, que fecha em agosto”, pontuou a presidenta.

A dirigente sindical pediu que o diretor-geral leve ao presidente do TRF2 pedido para que apoie o pleito da categoria. “Ante a dificuldade de diálogo com Fux, estamos procurando os tribunais para que os gestores se engajem na nossa luta e façam chegar o pedido ao ministro”, reforçou.

Paulo Edmundo afirmou que vai conversar com o presidente Messod Azulay e sugeriu que já se façam articulações com a próxima presidenta do STF, Rosa Weber.

“Estamos trabalhando com todas as estratégias possíveis”, respondeu Eunice.

Auxílio-saúde

A presidenta do sindicato abordou, na reunião, o recente reajuste nos valores do auxílio-saúde pelo CJF e informou que o Sisejufe e a Fenajufe haviam pedido, meses antes, em reunião com secretário-geral do Conselho da Justiça Federal, o aumento do valor do benefício.

Eunice e Ronaldo disseram que o reajuste foi um grande avanço, já que antes o valor era o menor de todas as Justiças, mas pediram que a Presidência  estude a possibilidade de fazer uma distribuição escalonada do auxílio-saúde, aumentando o valor dos que têm mais despesa com plano de saúde.

O diretor-geral disse que o TRF2 já apresentou essa proposta em gestão anterior, mas não passou no CJF. Ele ficou de levantar os dados do processo para subsidiar a continuidade do diálogo com o sindicato.

Pesquisa de Saúde

Os dirigentes do Sisejufe apresentaram, por fim, os resultados da pesquisa “Saúde do Servidor na Pandemia”. Eunice declarou que há desafios para o sindicato e para as Administrações em relação às novas formas de organização do trabalho, principalmente em relação à dor, que se acentuou em muitos casos na pandemia. “Entendemos que o trabalho híbrido veio para ficar, mas temos que repensar formas de organizar as jornadas e os espaços de trabalho, preservando sempre a saúde e o bem-estar da servidora e do servidor”, sinalizou Eunice.

Últimas Notícias