Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Na véspera do Dia do Trabalhador, Sisejufe reforça pedido de adesão a abaixo assinado pela suspensão da reforma administrativa

Iniciativa da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público, documento já conta com mais de 38 mil assinaturas. Participe!

Na véspera do Dia do Trabalhador, Sisejufe reforça pedido de adesão a abaixo assinado pela suspensão da reforma administrativa, SISEJUFE

Atendendo ao chamado da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, o Sisejufe convoca as servidoras e os servidores do Judiciário Federal do Rio de Janeiro para participar do abaixo-assinado que pede a suspensão da tramitação da reforma administrativa. A iniciativa teve início no dia 9 de abril: acesse este link para assinar e contribuir com essa luta.

O objetivo da petição é: “suspender a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição nº 32, de 2020, conhecida como reforma administrativa, durante o período que durar a pandemia e as restrições de atividades presenciais com a participação de representações sociais nas dependências da Câmara dos Deputados, o que impede a necessária discussão de tão relevante tema.”

A Frente pede, ainda, que antes de discutir a PEC 32, os parlamentares se debrucem sobre a Reforma Tributária. “É imperioso que seja determinada a atualização das normas de cobrança e arrecadação de tributos, trazendo condições ao Estado de atender às necessidades da população, mormente em decorrência da ausência ou insuficiência de cobertura das necessidades da população a serem atendidas por políticas sociais”, destaca o texto.

Para a coordenadora do Departamento de Movimentos Sociais do Sisejufe, Soraia Marca, é necessário que a categoria faça pressão nos congressistas com as ferramentas que estão disponíveis neste momento de pandemia. 

“O que temos para agora são as redes sociais. É importante que todos se empenhem, atendendo aos chamados do sindicato. O projeto do governo Bolsonaro que foi  encaminhado à Câmara, não é uma reforma, mas o desmonte dos serviços públicos e uma ameaça direta não só aos nossos direitos mas ao nosso emprego, porque cria mecanismos de avaliação de desempenho sem critérios objetivos que facilitam a demissão sem o devido contraditório que garante a ampla defesa. É, dentre outras coisas, mecanismo de assédio moral e incetivador do cabide de emprego”, aponta a diretora do sindicato. 

Veja outras formas de se mobilizar. Vamos agir para barrar a reforma administrativa:

✅ Rejeição da Proposta de Emenda à Constituição 32/2020 – Reforma Administrativa

https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=148779

✅ 🚫Não à Reforma Administrativa

https://www.change.org/DigaNaoAReformaAdministrativa

 Acesse aqui o Na Pressão e envie mensagens no Whatsapp dos deputados

Últimas Notícias