SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
REDES SOCIAIS
YouTube

Ampliada Fenajufe vincula calendário de lutas ao das centrais sindicais

Servidores judiciários de todo o país se reuniram em Brasília, dia 8 de julho, na Reunião Ampliada da Fenajufe. O encontro teve como pauta principal a avaliação da conjuntura nacional e a discussão de estratégias e do calendário de lutas para barrar as reformas impostas pelo governo Temer.

Mais uma vez presente, a delegação do Rio de Janeiro foi composta por 13 delegados e quatro suplentes, eleitos em assembleia realizada no dia 22 de março.

O campo “Democracia e luta”, do qual a direção do Sisejufe faz parte, apresentou cinco propostas de resoluções que foram assim aprovadas:

1 – Apresentação de monção de apoio aos juízes do Trabalho que têm sofrido perseguição por defenderem a Justiça do Trabalho e os direitos dos trabalhadores;

2 – Alinhamento do calendário de lutas da Fenajufe com o calendário das centrais sindicais;

3 – Manifestar-se contra a aplicação imediata da Resolução 219 – que versa acerca da redistribuição de servidores, cargos em comissão e função de confiança no Poder Judiciário de Primeira e Segunda Instâncias – através da campanha “Justiça é direito do povo e dever do Estado”;

4 – Que a Fenajufe implemente ações no âmbito judicial e legislativo que tenham foco na implementação do decidido na plenária de João Pessoa no tocante ao fim da incompatibilidade para o exercício da advocacia;

5 – E, considerando os ataques ao Judiciário, que terão, também, como consequências o adoecimento dos servidores, que a Fenajufe promova encontros periódicos para discutir a saúde do servidor, retomando as reuniões do GT – Saúde.

Foi aprovada, também, uma resolução para que a Fenajufe impetre Mandado de Segurança contra a liminar que mantém Gerardo Lima como dirigente da entidade nacional dos judiciários federais, assim como a instauração de Comissão Ética.

Outro ponto aprovado diz respeito a uma campanha nacional de Mídia para esclarecer a população acerca dos danos do Rezoneamento na Justiça Eleitoral e as reformas propostas pelo governo, em trâmite na Câmara dos Deputados e no Senado.

 

O calendário ficou assim definido:

– Como já mencionado, seguir o calendário do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e centrais sindicais;

– Definição dos dias 10, 11 e 12 de julho para a realização de atos nos estados e delegações a Brasília contra a Reforma Trabalhista;

– Definição do dia14 de agosto como Dia Nacional de Paralisação na Justiça Eleitoral;

– Definição dos dias 19 ou 20 de agosto para a realização de Encontro da Justiça Eleitoral.

Da Redação, com a colaboração de Soraia Marca, dirigente do Sisejufe, e da Imprensa Fenajufe.

Compartilhe