Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Sisejufe realiza atividades de mobilização por recomposição salarial em frente aos tribunais e seções da Justiça Feral no Centro do Rio

Atividade fez parte do Dia Nacional de Luta dos Servidores Públicos

Sisejufe realiza atividades de mobilização por recomposição salarial em frente aos tribunais e seções da Justiça Feral no Centro do Rio, SISEJUFE

Nesta quinta-feira,19 de maio, marcou o Dia Nacional de Luta pela valorização do serviço público com manifestações das categorias do funcionalismo em Brasília e nos estados. No Rio de Janeiro, o Sisejufe marcou presença nas sedes dos tribunais federais na capital e nas seções judiciárias da Justiça Federal. A participação dos sindicatos de base nas atividades de mobilização pela recomposição salarial e outros direitos da categoria foi aprovada durante o 11º Congresso da Fenajufe, ocorrido no final de abril.

Em ato realizado na frente da JF da Venezuela, a presidenta do Sindicato, Eunice Barbosa destacou que os 5% anunciados pela mídia como um reajuste linear a ser concedido pelo governo federal a partir de julho não recupera o poder de compra das servidoras e servidores corroído por uma inflação 19,9%, referente aos anos de 2019 a 2021. Eunice também alertou sobre a

s diversas tentativas de desmonte da administração pública, através de reformas privatistas como a do governo Bolsonaro (PEC 32); e de precarização do trabalho da categoria, como a  criação residência jurídica. “Essa reforma não ajuda a população, ao contrário, ela reduz o acesso da população a um serviço que é direito constitucional. Estamos esclarecendo a nossa categoria e as autoridades do quanto é nocivo esse movimento de terceirização e precarização do serviço público e, nesse caso, do judiciário. Somos servidores concursados, entramos no serviço por concurso e essa entrada que tem que ser fortalecida e não essa entrada precarizada. Precarizar o serviço público é precarizar o direito da população, principalmente da mais pobre que precisa do serviço público.

#eunaoaceito

Eunice também destacou o trabalho do sindicato e da Fenajufe junto ao Supremo Tribunal Federal e ao Supremo Tribunal de Justiça para que seja garantida uma recomposição salarial para a categoria, independente de um eventual reajuste linear de 5%. “Já conseguimos isso em outro momento e podemos conseguir agora. Temos orçamento para isso. Mas é importante que todos nós nos manifestemos junto aos ministros do Supremo”. A presidenta informou sobre o site www.naoaceito.com.br, pelo qual o servidor ou servidora pode enviar diretamente mensagens aos ministros do Supremo reivindicando o envio para o Congresso Nacional de um  projeto de lei para reposição salarial da categoria judiciária.

A servidora aposentada e diretora do Sisejufe Neli Rosa ressaltou a importância da mobilização de forma mais ampla pela manutenção do serviço público e pelos direitos e que a necessidade de reajuste é evidente para categoria. “O governo está nos privando do direito de compra. Basta irmos ao supermercado no dia a dia que vemos quanto nosso salário está defasado. Isso todos entendem.”

Para a secretária geral do sindicato e coordenadora da Fenajufe, Fernanda Lauria, a volta da categoria para a mobilização presencial, nos estados, depois de um longo intervalo por conta da pandemia, é crucial para a garantia da recomposição salarial e dos demais itens da pauta de reivindicações da categoria. “Só com muita mobilização, luta e união é que a gente vai conseguir conquistar tantas pautas importantes para servidoras e servidores, como a recomposição salarial e o NS para os técnicos judiciários, e para a população, como o enfrentamento ao projeto de extermínio do serviço público e da nossa democracia promovidos por esse desgoverno federal.”

Também participaram da atividade os diretores do Sisejufe Lucas Costa, Ricardo Pinto, Teresa Ribeiro, Laura Diógenes, Juliana Avelar, Valter Nogueira, Ricardo Horta e Ricardo Quiroga.

Manuella Soares, jornalista, para o Sisejufe

Sisejufe realiza atividades de mobilização por recomposição salarial em frente aos tribunais e seções da Justiça Feral no Centro do Rio, SISEJUFE

Sisejufe realiza atividades de mobilização por recomposição salarial em frente aos tribunais e seções da Justiça Feral no Centro do Rio, SISEJUFE

Sisejufe realiza atividades de mobilização por recomposição salarial em frente aos tribunais e seções da Justiça Feral no Centro do Rio, SISEJUFE

Sisejufe realiza atividades de mobilização por recomposição salarial em frente aos tribunais e seções da Justiça Feral no Centro do Rio, SISEJUFE

Sisejufe realiza atividades de mobilização por recomposição salarial em frente aos tribunais e seções da Justiça Feral no Centro do Rio, SISEJUFE

Sisejufe realiza atividades de mobilização por recomposição salarial em frente aos tribunais e seções da Justiça Feral no Centro do Rio, SISEJUFE

Últimas Notícias