Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste

Protesto abre semana de mobilização, considerada crucial porque o prazo para envio de projeto de reposição salarial do funcionalismo expira em abril

Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE
Servidoras e servidores de todo o País iniciaram a jornada de luta nesta terça-feira (29), com ato na porta do Ministério da Educação (MEC). Mesmo com a exoneração do agora ex-ministro Milton Ribeiro do MEC, o protesto foi mantido para cobrar rigor nas investigações. Ribeiro deixa a pasta após divulgação de gravação em que diz liberar verbas por indicação de pastores a pedido de Bolsonaro.
Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE

Participaram do ato os diretores Soraia Marca, Neli Rosa, Iuri Peixoto, Joel Lima e Lucena Pacheco, também coordenadora da Fenajufe. Também estiveram presentes outros coordenadadores da Federação e representantes do Sindjufe-MS, entre outras entidades do serviço público.

A saída do quarto ministro da Educação do governo Bolsonaro está ligada a um esquema de liberação de verbas do MEC. Na gravação, o ex-ministro afirma priorizar municípios nos quais os prefeitos são amigos do pastor Gilmar Santos e Arilton Moura.

“Foi um pedido especial que o presidente da República fez para mim sobre a questão do [pastor] Gilmar. Porque a minha prioridade é atender primeiro os municípios que mais precisam e, segundo atender a todos os que são amigos do pastor Gilmar”, disse Ribeiro.

Reposição já!

As categorias do funcionalismo reivindicam recomposição salarial emergencial, de forma isonômica, referente ao período do governo Bolsonaro, no índice total de 19,99%. O valor já chega a 21% se atualizado com os primeiros meses de 2022. Em reunião com agentes do governo ocorrida na última semana, a comissão de servidores argumentou que há recursos suficientes para atender o pleito das categorias e que o discurso governista não passa de falácia.

“Estamos lutando pelos nossos direitos contra a PEC 32 e pelo reajuste emergencial para os servidores públicos. Esse reajuste não é favor, é direito”, reforçou a diretora Soraia Marca.

Com informações da Fenajufe / Fotos: Sisejufe e Fenajufe 

Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE Sisejufe participa de ato no Ministério da Educação, na jornada de luta pelo reajuste, SISEJUFE

 

Últimas Notícias