Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Movimento a Serviço do Brasil define próximos passos da campanha nacional contra a Reforma Administrativa

Diretoria do Sisejufe participou do encontro, realizado na última quinta (21/01)

Movimento a Serviço do Brasil define próximos passos da campanha nacional contra a Reforma Administrativa, SISEJUFE

O Sisejufe participou, na tarde de quinta-feira (21/01), de uma reunião convocada pelo Movimento a Serviço do Brasil que debateu a continuidade da campanha nacional contra a Reforma Administrativa. A Fenajufe e diversas entidades relacionadas ao serviço público também atenderam ao chamado para a videoconferência. A coordenadora da Federação e diretora do Sisejufe, Lucena Pacheco, apresentou um balanço dos resultados da campanha de mídia nacional lançada no mês de outubro de 2020 e avaliou como positivo o saldo obtido junto aos meios de comunicação no combate à PEC 32/2020.

“O crescimento nas redes sociais, o aumento do número de seguidores no Facebook, Instagram e canal do Youtube, além do espaço que conquistamos na grande mídia comprovam que estamos conseguindo alcançar o objetivo de levar nossas mensagens aos formadores de opinião e, principalmente, à população. Serão necessários alguns ajustes para amplificar ainda mais o alcance do nosso movimento, mas já avançamos bastante nestes três primeiros meses”, avalia Lucena.

Os participantes ponderaram a importância da manutenção da campanha, cujo objetivo é dar visibilidade ao desmonte do serviço público proposto pela Reforma e outras matérias que tramitam no Congresso Nacional. O Sisejufe esteve representado pelos diretores Soraia Marca, Ricardo Quiroga e Ricardo Horta.

O assessor parlamentar do Sisejufe e de sindicatos parceiros, Alexandre Marques, fez um breve histórico da PEC 32 e falou sobre as eleições da Mesa Diretora da Câmara e Senado, marcadas para o próximo dia 1º de fevereiro.

Segundo Alexandre Marques, “a indicação dos novos dirigentes das Casas Legislativas será ponto essencial para que as entidades possam traçar estratégias de atuação para barrar as propostas que afetam diretamente o serviço público”.

Imprensa Sisejufe, com informações de Caroline P. Colombo

Últimas Notícias