Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Governador em exercício do RJ afirma que oficiais de justiça estão entre as prioridades para a vacinação contra Covid-19

Governador em exercício do RJ afirma que oficiais de justiça estão entre as prioridades para a vacinação contra Covid-19, SISEJUFE

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), afirmou, nesta terça-feira (30/03), que os oficiais de justiça, assim como as forças de segurança, terão prioridade no calendário de vacinação contra a Covid-19.

O anúncio foi feito em uma rede social, pouco antes da oficialização, no Palácio Guanabara, de um Calendário Único de vacinação no estado.

“São profissionais com alta exposição em suas atividades diárias e que colocam suas vidas a serviço da população”, escreveu Castro.

Em uma coletiva à imprensa, o governador listou as categorias essenciais que devem ser vacinadas a partir de 10 de abril. “A primeira delas são os 324 mil profissionais da Saúde que ainda não foram vacinados. O segundo são os profissionais da segurança pública. As forças de segurança, além de não terem parado, têm uma preocupação enorme de serem vetores. A PM abriu os batalhões, vai estar vacinando todas as forças de segurança, Polícia Militar, Civil, Degase, guardas municipais, Polícia Federal, PRF, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Oficiais de Justiça também”.

De acordo com o calendário do governo do Rio de Janeiro, os Oficiais de Justiça terão a primeira dose da imunização em 12 de abril.

Atuação pela prioridade dos Oficiais de Justiça

O Rio de Janeiro é o primeiro estado a confirmar a inclusão dos Oficiais de Justiça entre os grupos prioritários para a vacina.

Os pedidos para a atenção ao oficialato foram protocolados junto aos tribunais e também ao governo estadual pelas entidades representativas como o Sisejufe/RJ e Sindojus/AOJA/RJ que, em parceria com a Fenassojaf, Fesojus e Afojebra pleitearam a imunização. Houve ainda um pedido específico do Sindojus/AOJA/RJ que observou regular tramitação junto à Secretaria Estadual de Saúde. 

“Recebemos com entusiasmo esse anúncio do governo estadual aqui do Rio de Janeiro e reforçamos que essa medida essencial deve ser pleiteada pelas associações junto aos executivos estaduais. Já está mais do que provado, diante do alto índice de mortes no oficialato dentro do Poder Judiciário, que a nossa exposição é exacerbada! Nossa intenção é garantir que o oficial de justiça seja imunizado para que não se torne um possível transmissor da doença, na garantia da saúde e da vida de toda a população”, destaca a diretora do Sisejufe e coordenadora da Fenassojaf, Mariana Liria.

“A Federação tem atuado também, em parceria com a Fesojus, no Ministério da Saúde e no envio de solicitações aos governos estaduais, para garantir a prioridade para todos os Oficiais de Justiça. Estamos confiantes de que, a partir do fornecimento de mais vacinas, todos serão imunizados o mais rapidamente possível”, completa o presidente da Fenassojaf, Neemias Ramos Freire.

Mariana informa que acompanhará a implementação do calendário no Rio de Janeiro, bem como a concessão da vacina para os Oficiais de Justiça.

Caroline P. Colombo para o Sisejufe

Últimas Notícias