Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Exposições O Mundo pelo olhar do servidor e 40 vezes Latuff estão abertas ao público no Espaço de Convivência e Inovação da Seção Judiciária

Mostras, inauguradas na última quinta-feira (14/11), fazem parte das comemorações dos 30 anos do Sisejufe

O ponto de vista dos servidores de momentos marcantes da luta, paisagens e cenas do cotidiano formam o cenário da exposição O Mundo pelo olhar do Servidor, inaugurada na quinta-feira (14/11), no Espaço de Convivência e Inovação da Seção Judiciária. As 28 fotos que compõem a mostra foram escolhidas no II Concurso de Fotografia do Sisejufe, como parte das comemorações dos 30 anos do sindicato. Os vencedores foram homenageados na abertura da exposição e receberam suas premiações.

Servidor Jorge Alberto Vieira, da SJRJ, foi um dos vencedores com a foto Toque a campainha

O servidor Pablo dos Santos Lima de Barros, do TRE-RJ, teve três fotos escolhidas entre os 10 primeiros lugares. “A gente acorda cedo, fora do horário do expediente, para fotografar. É legal ter a chance de mostrar aos colegas e melhor ainda é ter o trabalho reconhecido. Para quem gosta de fotografar é interessante também ver como os outros colegas trabalham suas fotografias, como enxergam o mundo. É uma iniciativa bem interessante porque estimula a integração”, afirmou.

Claudeci Elias Siqueira de Oliveira teve a foto “Revoada” escolhida entre as 20 vencedoras. “Dá orgulho fazer parte desse momento. Eu acho que ajuda a mostrar que a gente é um conjunto: a luta e o olhar para o belo. Traz o servidor para o olhar de outras questões que não só o ambiente de trabalho”, disse a servidora do TRE-RJ.

A servidora Claudeci Elias Siqueira de Oliveira, do TRE-RJ foi premiada com a foto Revoada

O servidor Luiz Moura, da 3ª Vara Federal Criminal/RJ, elogiou a iniciativa do concurso, que além de promover a integração da categoria, desperta a vocação para um novo ofício. “A foto me prepara para uma oportunidade após a aposentadoria, uma nova carreira. É uma forma de personificar nossas ideias, já que o trabalho na justiça é impessoal”, destacou. 

Roda de conversa

O Sisejufe também brinda o público com a mostra 40 vezes Latuff, focada nos trabalhos feitos pelo chargista e ativista político Carlos Latuff para as publicações do sindicato, em especial o Jornal Contraponto e a Ideias em Revista, em 13 anos de parceria. Com sua criatividade e olhar crítico, o artista contribui para que o sindicato se posicione junto à categoria.

Latuff participou de uma roda de conversa na abertura do evento, mediada pela jornalista Cristiane Vianna, com participação do diretor Ricardo Quiroga. Ele contou detalhes do seu processo de criação e analisou a conjuntura atual, diante de tantos ataques aos direitos constitucionais fundamentais e ao serviço público, comparando a momentos do passado. Citando a música Museu de Grandes Novidades, de Cazuza, o chargista ressaltou que há um recorte temporal histórico que não muda. “Certos acontecimentos são recorrentes. A história do Brasil é feita de momentos autoritários”, destacou, acrescentando a importância de os sindicatos serem combativos.

Latuff falou ainda sobre suas ilustrações de arte erótica. “A charge é pulsão de morte. Eu me apresento como o cronista visual da barbárie. Tem uma hora que você sente o peso dessa energia ruim. Então eu faço a arte erótica para desopilar, para ter pulsão de vida”, disse.   

O Sisejufe disponibilizou cópias das charges, que Latuff autografou para as pessoas presentes.

O presidente do sindicato, Valter Nogueira Alves, destacou a importância do trabalho de Latuff. “Em tempos que vivemos de retirada de direitos é essencial ter pessoas como Latuff, com seu olhar crítico, para comunicar um pouco da conjuntura para a categoria e a sociedade”, afirmou.

Valter elogiou, ainda, a iniciativa do evento, enaltecendo os servidores que participaram do concurso de fotografia: “parabenizo os colegas que se disponibilizaram para trazer esse olhar singular da vida cotidiana. Agradeço a presença dos nossos fotógrafos neste evento festivo”. 

A abertura da mostra contou com a presença do diretor do Foro da Seção Judiciária do Rio de Janeiro (SJRJ), o juiz Osair Victor de Oliveira Junior. “Fico feliz quando consigo convergir com o sindicato porque são forças se somando. Queremos as mesmas coisas – que as pessoas trabalhem felizes e em condições salubres. Reconheço a seriedade de vocês do sindicato. Estaremos sempre de portas abertas”, disse.

Diretor do Foro, juiz Osair Victor, prestigiou a exposição

O concurso de fotografia foi realizado pelo Departamento de Imprensa do Sisejufe, sob a responsabilidade da coordenadora Soraia Marca e o diretor Ricardo Horta. A assessora política Vera Miranda e sua equipe também participaram da organização da mostra. Horta e Soraia entregaram os prêmios ao vencedores.  

“A gente tem que cada vez mais valorizar nosso ambiente de trabalho e a nossa convivência. E eu espero que essa oportunidade faça com que a gente também valorize mais a atuação, a participação do sindicato. O sindicato não é nada sem vocês, esse concurso não é nada sem vocês”, falou Ricardo Horta.

A diretora Soraia Marca ressaltou a necessidade de união diante da atual conjuntura: “teremos muitos problemas a serem encarados e precisamos de vocês servidores, nossos colegas. A gente tem que estar junto na luta. Peço que atendam aos chamados do sindicato. Foram 30 anos de luta até agora. Queremos contar contando com vocês. Vamos mostrar que somos fortes na nossa união”.

Serviço:

A exposição está aberta ao público até o dia 19 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 11h às 19h, no Espaço de Convivência e Inovação da Seção Judiciária (Av. Almirante Barroso, 78, 3º andar).

Últimas Notícias