Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Cotec RJ discute Congrejufe e estratégias do NS

Reunião virtual, na noite desta terça (22/2), também elegeu a nova coordenação do coletivo do RJ

Cotec RJ discute Congrejufe e estratégias do NS, SISEJUFE

O Coletivo de Técnicos do Sisejufe (Cotec-RJ) realizou a primeira reunião do ano nesta terça-feira (22/2), pela plataforma Zoom. A pauta foi aberta com o tema da proposta de alterações na Lei 11.416 e suas consequências para o cargo de técnico.

A diretora Soraia Marca e a assessora política do Sisejufe e consultora de carreira da Fenajufe, Vera Miranda, esclareceram alguns pontos importantes deste debate.

Soraia apontou que o Cotec-RJ está sempre na vanguarda na defesa do Nível Superior. “É um coletivo ativo e não irá descansar até que o NS seja entregue aos técnicos. Lutamos por justiça, reconhecimento e valorização. É importante a participação de todos e todas, inclusive no combate às fakes news que estão sendo jogadas nas redes. Além de termos que lutar para convencer a administração sobre a necessidade da implementação da troca do requisito de escolaridade para ingresso no cargo, temos que combater o “fogo amigo”, que vem de uma pequena parte da categoria que não tem interesse  que o NS saia do papel”, acrescentou.

Foram debatidos outros assuntos relativos à mudança de nível de escolaridade e esclarecidas as dúvidas dos membro do coletivo.

Na reunião, o vice-presidente do Sisejufe, Ronaldo das Virgens, foi escolhido por unanimidade o novo coordenador do Cotec-RJ. Ronaldo terá a colaboração de um diretor por Justiça, a serem escolhidos, para pontuar as especificidades de cada Tribunal.

Por fim a diretora do Sisejufe, coordenadora da Fenajufe e representante no Fórum de Carreira do CNJ, Lucena Pacheco, fez informes gerais e afirmou que a reunião com o Ministro Fux foi muito produtiva (veja matéria neste link), que o NS está sendo encaminhado de forma técnica e foi considerado uma pauta pertinente pelo Ministro.

Sobre o 11º Congrejufe, Lucena destacou a importância da participação e engajamento dos membros do Cotec/RJ pois o tema será pauta do congresso da federação.

“O Congresso é a máxima instância da nossa categoria. É nele que traçamos o plano de lutas para o próximo período e onde serão debatidas pautas gerais e específicas de interesse da categoria. Os argumentos utilizados pela Fenajufe na defesa da mudança de escolaridade como requisito de ingresso para o cargo de técnico ressoará em todas as pautas, nas pautas específicas estando diretamente ligados à valorização do cargo e nas pautas gerais como elemento de modernização do Judiciário em sua prestação jurisdicional, uma vez que dialoga com o princípio da eficiência para essa prestação de serviço”, concluiu Lucena Pacheco.

Últimas Notícias