SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Instagram YouTube

Oficiais de justiça decidem radicalizar

O Núcleo dos Oficiais de Justiça do Sisejufe (Nojaf) decidiu radicalizar.  A partir desta segunda-feira (22/6), serão cumpridos apenas os mandados de urgência. Porém, ao invés de represar as demais, cabe aos oficiais certificar a adesão ao movimento grevista (modelos de certidão em anexo). A decisão foi tomada por unanimidade nessa tarde, em reunião na sede do sindicato, reunindo cerca de 40 servidores. “A categoria nunca esteve tão unida, é um momento histórico”, comemorou  a diretora do Sisejufe, Mariana Liria.

Todos os mandados que ainda não foram cumpridos desde a deflagração da greve no dia 10 de junho poderão ser certificados. Devem ser cumpridas apenas as medidas urgentes, que acarretem perecimento de direito e análise de direito de liberdade, assim como mandados de audiência, perícia e verificação de condições socioeconômicas. O plantão deve ser mantido integralmente. As direções da Justiça Federal serão comunicadas da decisão. “Porém, não precisamos de autorização para fazer greve. O respaldo é do sindicato”, enfatizou Marcio Cotta, representante de base da Justiça Federal.

Atividades

Foi tirado que a principal tática nos próximos dias será promover atividades de convencimento para que mais colegas participem da greve. Outro  objetivo é reduzir a expedição de mandados que não são urgentes.

Anexos

Federal TRT

Federal TRF

Federal 1ª Instância

ofício mudança procedimento oficiais de justiça