Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Sisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa

Mobilização continuará nos próximos dias, com atividades em Brasília e no RJ

Sisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFE

A delegação do Sisejufe participou, juntamente com representantes da Fenajufe e de sindicatos parceiros, de diversas articulações em Brasília na semana de 10 a 14 de outubro. O foco dos dirigentes sindicais foi atuar pela derrubada do veto de Jair Bolsonaro ao nível superior (NS) no PL 3662/21 (veto nº 51/2022). A luta contra a reforma administrativa também esteve em pauta nas conversas com parlamentares ou suas assessorias.

Pelo Sisejufe, estavam presentes a secretária-geral Fernanda Lauria, que é também coordenadora da Federação, e os diretores Neli Rosa e Carlos Henrique Ramos (Carlão). Pela Fenajufe, participou ainda do plantão a coordenadora Luciana Carneiro.

Os dirigentes visitaram muitos gabinetes ao longo da semana, entre eles o do senador Carlos Portinho (PL-RJ), líder do governo no Senado; senador Renan Calheiros (MDB-AL); senador Nelsinho Trad (PSD-MS); senador Wellington Fagundes, líder do Bloco Vanguarda (DEM, PL e PCS); senador Jayme Campos (União Brasil); senador Carlos Fávaro (PSD-MT); senadora Mailza Gomes, líder do PP; deputado Lincoln Portela, 1° vice-presidente do Congresso Nacional; liderança do governo no Congresso; liderança do Republicanos.

A coordenadora Fernanda Lauria destacou que durante o trabalho no Congresso, de modo geral, a Federação e os Sindicatos não encontraram grandes restrições em relação à derrubada do veto. “Acho importante a gente continuar fazendo esse trabalho, apesar do Congresso Nacional estar bastante esvaziado por causa do segundo turno, mas, tem sido importante essa atuação junto aos parlamentares”, destacou a coordenadora.

O PL 3662/21 foi aprovado no Congresso Nacional com duas emendas articuladas pela Federação: uma que trata da essencialidade dos técnicos e analistas para a atividade Judicial e, a segunda, que estabelece o nível superior para ingresso na carreira de técnico judiciário.

No 21 de setembro foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a Lei nº 14.456/22 com veto aos artigos 1º e 4º do projeto, objetos do veto nº 51/2022, que tratam do ingresso para o nível superior.

Os dirigentes também falaram sobre a reforma administrativa (PEC 32/20). Segundo as assessorias dos parlamentares, nada será votado nas duas casas legislativas até 30 de outubro.

A reeleição de Jair Bolsonaro vai acelerar a tramitação da reforma administrativa — já aprovada, inclusive, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e Comissão Especial da Câmara dos Deputados. O atual presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), deputado reeleito, já confirmou que após o pleito quer discutir a proposta.

A PEC 32 visa o desmonte do Estado e do serviço público de qualidade para a sociedade. Entre outros pontos, a proposta:

Abre as portas para terceirização permitindo a criação de vínculos sem a regra geral do concurso, aumentando, assim, a indicação para cargos comissionados;

Mantém a estabilidade apenas para “cargos típicos de Estado”, cuja definição será dada por uma Lei Complementar Federal;

Acaba com o Regime Jurídico Único (RJU), o que abre portas para servidores dos mais diversos regimes trabalharem perante o mesmo órgão (celetista, estatutária, regime híbrido etc.);

Proíbe a redução de jornada sem a correspondente redução de remuneração;

Veda a progressão ou promoção baseada exclusivamente em tempo de serviço.

Avaliação de desempenho em ciclos semestrais. O servidor será exonerado com base em critérios subjetivos;

Permite o desligamento de servidores de cargos considerados obsoletos. Como primeiro critério, serão afastados servidores de acordo com a média do resultado das três últimas avaliações de desempenho que, como mostrado acima, utilizará critérios subjetivos;

Permite a redução de jornada de trabalho e da remuneração de servidores em 25% nos períodos de crise fiscal.

Permite ao Poder Legislativo editar normas gerais para delegar a particulares atividades exercidas pelo poder público. Permite-se mesmo o compartilhamento de estrutura física e a utilização de recursos humanos de particulares, com ou sem contrapartida financeira, salvo atividades privativas de cargos típicos de Estado.

Semana de 17 a 21 de outubro 

Esta semana, o Sisejufe irá enviar uma delegação para prosseguir com as articulações na capital federal. No Rio, a diretoria convoca a categoria a participar do ato unificado contra a PEC 32, às 16h, com concentração na Candelária, no centro da cidade.

Com informações da Fenajufe

Mais registros da atuação do Sisejufe em Brasília:

Sisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFE
Sisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFESisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFESisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFESisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFESisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFESisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFESisejufe atua intensamente na semana de pressão chamada pela Fenajufe pela derrubada do veto ao NS e contra a reforma administrativa, SISEJUFE

Imprensa Sisejufe com informações da Fenajufe

Últimas Notícias