Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Sindicalizados aprovam, por unanimidade, as contas do sindicato de 2020 e a previsão orçamentária de 2021

A assembleia foi realizada de forma virtual, na noite desta quarta-feira (17/03), e contou com ampla participação da base

Os servidores do Judiciário Federal no Rio de Janeiro filiados ao Sisejufe, aprovaram, em assembleia ordinária virtual, nesta quarta-feira (17/03), de forma unânime, o parecer das contas do sindicato de 2020. Também foi apreciada, sem objeções, a proposta de orçamento para o ano de 2021. A reunião, realizada pela plataforma zoom, devido à pandemia, contou com a participação de 81 sindicalizados.

A presidenta do Sisejufe, Eunice Barbosa, abriu a assembleia com uma mensagem de alerta sobre o agravamento da crise sanitária no país e lembrou que, num único dia, foram registradas 2841 mortes pela Covid-19. Eunice pediu um minuto de silêncio em homenagem às vítimas e em solidariedade aos que perderam amigos e familiares em decorrência do vírus. A dirigente ressaltou, ainda, a importância do SUS e reverenciou os colegas da área da saúde que estão na linha de frente da batalha para prestar serviço à população.

Em seguida, a presidenta do sindicato apresentou a mesa da assembleia, composta pelo diretor financeiro, Valter Nogueira Alves; pela diretora administrativa, Lucena Pacheco; a presidenta do Conselho Fiscal, Bethe Fontes; e o gerente administrativo, Marcelo Nobile. Eunice explicou, então, a dinâmica da reunião, dividida em duas partes: apresentação dos dados de 2020 e, posteriormente, detalhamento das projeções para 2021.    

Contas de 2020

No primeiro momento, o gerente administrativo Marcelo Nobile apresentou os gastos de 2020, destacando que muitas despesas previstas ficaram impossibilitadas de execução devido à pandemia. O gestor acrescentou que parte desta reserva foi direcionada para investimentos na sede campestre, como ampliação do restaurante.

Eunice aproveitou para informar aos sindicalizados que a direção considera, quando a sede for reaberta, ampliar o funcionamento para os dias de semana, de forma a atender aos novos hábitos do trabalho remoto, que devem permanecer após a pandemia. A novidade foi muito bem recebida pelos servidores.

Marcelo exibiu todas as planilhas de dados, despesas gerais, dos departamentos, núcleos e coletivos, além dos serviços prestados aos sindicalizados e apontou que, entre os valores orçados e os realizados, o sindicato executou 72% do montante autorizado, resultando uma reserva superior a um milhão de reais.       

Parecer fiscal

A presidenta do Conselho Fiscal, Bethe Fontes, leu o parecer relativo à prestação de contas do período de janeiro a dezembro de 2020 e informou que os conselheiros recomendaram pela aprovação das contas. Logo após, os sindicalizados votaram, por meio de enquete eletrônica, e o parecer foi aprovado por ampla maioria: 79 votos a favor (98%), nenhum contra e duas abstenções (2%).

Orçamento de 2021

Depois de aprovadas as contas, o diretor financeiro, Valter Nogueira, apresentou o planejamento estratégico elaborado para o exercício de 2021 e destacou que a maior parte do investimento está destinada à luta da categoria. Valter ressaltou que, no ano passado, apesar das dificuldades, a mobilização ajudou a segurar algumas pautas do governo e esse ano, na PEC Emergencial, por exemplo, alguns pontos prejudiciais foram retirados, como a redução de salário. Mas o governo venceu ainda em questões como o congelamento salarial. “E vem aí mais um pacote de maldades, que é a PEC 32 (reforma administrativa). E a gente está se reinventando através das nossas campanhas publicitárias e atuação conjunta com Frente Parlamentar do Serviço Púbico e outras entidades para enfrentar esse conjunto de ataques”, afirmou.

Além dos muros do Judiciário

O orçamento também prevê o fomento às ações sociais, ampliando as parcerias com entidades, coletivos e ONGs, buscando o alinhamento com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável) e cumprindo a responsabilidade social do Sisejufe.

Bem-estar da categoria

Entre os investimentos de infraestrutura, Valter destacou a conclusão da reforma e ampliação do restaurante, sala de jogos, ampliação do estacionamento, construção de seis novas suítes e de novos espaços de convivência na sede campestre. O diretor também informou que a verba economizada em 2020 será destinada à construção de um local na capital para acolher os colegas do interior que precisem vir ao Rio para consultas médicas, cursos ou outras necessidades. O dirigente acrescentou que a categoria será ouvida para definir a melhor forma de executar o projeto. A iniciativa foi elogiada pelos presentes.

Feita a apresentação, Eunice abriu a votação sobre a proposta de orçamento, que foi aprovada com 74 votos a favor, nenhum contra e apenas uma abstenção.

Ao fim da assembleia, a diretora Lucena Pacheco reforçou o comprometimento do sindicato com as lutas coletivas. E informou que será ainda mais intensificadas a estratégia de atuação nas redes sociais, com campanhas próprias e outras em articulação com a Fenajufe, frentes e movimentos nacionais e locais. Lucena convidou a todos e todas para o Dia Nacional de Luta do Funcionalismo, marcado para a próxima quarta-feira, 24 de março. O Sisejufe prepara várias atividades. (veja os detalhes neste link).   ​

Últimas Notícias