Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Servidoras e servidores realizarão ato nacional unificado por reajuste para todas as categorias do funcionalismo

Federação organiza jornada de mobilização na segunda quinzena de fevereiro e indica construção de greve geral a partir de 8 de março. O indicativo precisa ser aprovado pelos sindicatos na base.

Servidoras e servidores realizarão ato nacional unificado por reajuste para todas as categorias do funcionalismo, SISEJUFE

Diante da possibilidade de o governo federal conceder reajuste salarial apenas para os policiais civis e agentes de segurança pública, a Fenajufe decidiu apoiar a realização de um Ato Público Unificado em defesa do reajuste para todas as categorias do serviço público federal. A manifestações vão acontecer nesta terça-feira, dia 18, às 10h na frente do prédio do Banco Central, em Brasília, e a partir das 14h em frente ao Ministério da Economia, na Esplanada.

O evento é organizado pelo Fórum das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) formado por 26 entidades ligadas ao funcionalismo federal. A Fenajufe participa como representante dos servidores do Judiciário Federal e do Ministério Público.

Funcionalismo não tem nenhum reajuste há cinco anos

Sem correção salarial desde 2017, os servidores acumulam uma queda no poder aquisitivo de até 27,2%, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), para a maioria das categorias. Em 21 de dezembro, o Congresso Nacional aprovou uma reserva de R$ 1,7 bilhão no orçamento deste ano para apenas o segmento da Segurança. A medida contempla apenas 3% de todo funcionalismo.

No Ato do dia 18, a Federação vai denunciar a tentativa inconstitucional de Bolsonaro de conceder reajuste apenas para um pequeno setor do funcionalismo que considera base de sustentação do seu governo.

Para os dirigentes, o momento é de reação do conjunto de servidoras e servidores. “Precisamos, de forma conjunta e o mais fortalecida possível, demonstrar a nossa indignação com essa política do governo que passou todo o seu mandato desvalorizando, atacando e perseguindo os servidores públicos”, diz a nota da Federação.

Entre o movimento nacional, a indignação com o reajuste isolado somado as perdas que corroeram mais de ¼ dos salários é tão grande que já se analisa a construção de uma greve geral em março, com indicativo para 9 de março.

Na agenda de lutas das categorias estão previstos, além do ato de segunda, a realização de mais uma grande manifestação em Brasília no dia 2 de fevereiro, quando o Congresso Nacional e as entidades do Judiciário serão retomadas presencialmente, respeitando as condições que estão dadas pela pandemia, na ocasião.

Na segunda quinzena de fevereiro, a Federação indica a realização de jornadas de mobilização e paralisações pela isonomia e recomposição salarial dos últimos cinco anos.

Ampliadinha

Na próxima quarta, 19, acontece a reunião virtual ampliada da Diretoria Executiva junto aos sindicatos filiados (Ampliadinha) para aprofundar o debate sobre a campanha salarial e as táticas para o próximo período. Dela participam a Diretoria Executiva e mais três observadores de cada sindicato filiado.

Leia neste link a convocatória da Fenajufe.

Manuella Soares para o Sisejufe.

 

Últimas Notícias