Alto contraste Modo escuro A+ Aumentar fonte Aa Fonte original A- Diminuir fonte Linha guia Redefinir
Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no estado do Rio de Janeiro - Telefone: (21) 2215-2443

Mobilizações por reajuste nos tribunais, nesta terça (2/8), irão terminar com ato na porta do TRE-RJ

Atividade no Tribunal Eleitoral será pela recomposição salarial e em defesa da democracia e das urnas eletrônicas

Mobilizações por reajuste nos tribunais, nesta terça (2/8), irão terminar com ato na porta do TRE-RJ, SISEJUFE

O Apagão Nacional do Judiciário pelo reajuste salarial, convocado pela Fenajufe, começa nesta terça, 2 de agosto. A participação de todos e todas é fundamental para garantir o sucesso do protesto.

Enquanto nossa delegação fizer barulho com as vuvuzelas em Brasília, os demais servidores do RJ são convocados a marcar presença na porta dos tribunais com faixas e apitos, das 11h às 12h30. Em seguida, os diretores do sindicato chamarão os participantes se dirigir à sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) para encerrar as mobilizações com um ato, das 13h às 14h, para reforçar a luta pela recomposição salarial e em defesa da democracia e das urnas eletrônicas.

Pontos de encontro: porta do TRF2 e porta do TRT Lavradio

A ideia é que os servidores e servidoras do interior também organizem o protesto no mesmo horário e enviem vídeos e fotos para postarmos nas nossas redes.

Para quem for atuar nas brigadas digitais, programamos um Tuitaço às 13h com a hashtag #apagaojudiciario

No dia 3, nossa delegação continuará os protestos na porta do STF e articulações no Congresso Nacional. De tarde, entraremos ao vivo no Instagram com o programa PJU na Pressão diretamente da Capital Federal e às 19h será realizada uma live sobre Residência Jurídica com o assessor sindical Vladimir Nepomuceno, o assessor jurídico Rudi Cassel e as diretoras Soraia Marca (coordenadora da Fenajufe), Lucena Pacheco (coordenadora-geral da Fenajufe) e Mariana Petersen.

Prazo se esgotando

A mobilização nos dias 2 e 3 será crucial porque mais uma janela de oportunidade irá se fechar, caso o STF não encaminhe o projeto de reajuste ao Congresso o quanto antes. O motivo é que o prazo para apresentação de propostas orçamentárias é até 12 de agosto, de modo a permitir que o Ministério da Economia inclua a previsão de reajuste no orçamento de 2023. Uma vez sancionado, o reajuste poderia ter efeito no próximo ano.

 

Últimas Notícias