SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Instagram YouTube

Atividade no Aeroporto Santos Dumont em 16/4 pressionará parlamentares a votarem contra Reforma da Previdência

Ponto de encontro dos diretores do Sisejufe e manifestantes será às 7h no setor de embarque

A direção do Sisejufe buscará o apoio de deputados e senadores das bancadas do Rio no Congresso Nacional para que se posicionem e votem contra a Reforma da Previdência do governo Bolsonaro. Diretores e ativistas do sindicato farão manifestação, em 16 de abril, no Aeroporto Santos Dumont, no Centro.  O objetivo é  promover um corpo a corpo com deputados e senadores para convencê-los a derrubar a PEC 6 que, se for aprovada, dificultará que trabalhadoras e trabalhadores da iniciativa privada e servidoras e servidores públicos se aposentem, entre outros pontos negativos da proposta.

E para pressionar os parlamentares fluminenses, a diretoria do sindicato convoca os servidores do Judiciário do Rio a participarem da atividade da próxima terça-feira. O ponto de encontro será no setor de embarque do aeroporto a partir das 7h da manhã.

Dirigentes sindicais e ativistas abordarão os políticos de todos os partidos das bancadas da Câmara dos Deputados e do Senado, que seguirão do Rio para Brasília. A ideia é cobrar compromisso público contra a reforma predatória proposta pelo presidente Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

A atividade de abordagem faz parte de um calendário de mobilização e luta que centrais sindicais, Fenajufe e várias entidades, entre elas o Sisejufe, organizaram para combater as propostas do governo Bolsonaro, diante de um cenário de perdas de direitos dos trabalhadores. A PEC 6 visa entre outros pontos acabar com a Previdência Pública no país e dificultar a aposentadoria.

A tramitação da reforma já tem um calendário na Câmara. No dia 9 de abril, o deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), relator da Reforma da Previdência, apresentou parecer favorável à aprovação da PEC 6 na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).  Ele defendeu a aprovação integral do texto, alegando que a matéria estaria de acordo com a Constituição Federal.

A proposta deve começar a ser debatida a partir do dia 15 de abril para ser votada no dia 17. Por conta isso, a mobilização precisa ser intensificada e os servidores do Judiciário Federal do Rio têm a obrigação de estar nesta luta.

 

Deputados Federais RJ - por Partido-1

 

Deputados Federais RJ - por Partido-2

 

Deputados Federais RJ - por Partido-3 (1)

 

Fonte: Imprensa Sisejufe