SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
REDES SOCIAIS
YouTube

SOLIDARIEDADE – “A casa do trabalhador não respeita o trabalhador da casa”

ato27-6

A declaração do diretor do Sisejufe Nilton Pinheiro resume de forma clara a revolta dos agentes de segurança e de outros servidores com a demissão sumária do funcionário José Esteves: “A casa do trabalhador não respeita o trabalhador da casa”. Esteves se encontrava em licença médica por estar com sua saúde gravemente comprometida.

Na manhã dessa quinta-feira (7/6), os servidores realizaram um ato silencioso durante a sessão do Órgão Especial denunciando a arbitrariedade do presidente do Tribunal,desembargador Fernando Antônio Zorzenon. A sessão estava sendo presidida pela desembargadora Rosana Salim, que assim que deu início à reunião reconheceu e agradeceu o ato pacífico e silencioso, chamando a atenção dos demais desembargadores para a presença dos servidores e das faixas com os dizeres “Justiça para José Esteves!” e “Junta médica é soberana!”.

Ricardo Quiroga, diretor do Sindicato; e Marcelo Melo, representante da Fenajufe, também estiveram presentes. Quiroga ressaltou o fato de que “a justiça do trabalho não permite que um trabalhador seja demitido em decurso de licença médica, e está fazendo isso com um servidor”.

Ao meio-dia de quarta-feira (6/6), mais de 100 servidores se reuniram em frente ao prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na Lavradio, também para protestar contra a demissão. O presidente Zorzenon desconsiderou um parecer da Comissão de Sindicância favorável ao servidor demitido.

O Sindicato está estudando com sua assessoria jurídica as medidas cabíveis para reverter o quadro e garantir ao servidor o seu emprego e seu salário.

Compartilhe