SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
REDES SOCIAIS
YouTube

DIREÇÃO DO SISEJUFE esteve em Teresópolis e Magé

Sindicato encaminhou ofício solicitando melhorias nas condições insalubres encontradas na Zona Eleitoral de Magé

Os diretores do Sisejufe Ricardo Horta e Lucena Pacheco estiveram em Teresópolis para conversar com a categoria sobre as políticas e atividades do sindicato, como o reajuste, os Quintos, o Coral e a sede campestre. “Na Justiça Federal, os servidores demonstraram estar satisfeitos com a nossa linha política, adotada no planejamento estratégico deste ano, no qual o sindicato manifesta seu papel social, com a preocupação com o todo da sociedade”, destacou Lucena.

No TRT, os servidores manifestaram sua preocupação com a demissão sumária do colega José Esteves pelo atual presidente do órgão. Na Justiça Eleitoral, a conversa foi rápida, pois os servidores estavam tratando da eleição extraordinária para a prefeitura do município.

Paredes mofadas chamaram a atenção dos diretores na Justiça Eleitoral

Ricardo Horta avaliou que a visita a Magé foi bastante positiva. Os servidores da Justiça do Trabalho também estão preocupados com o posicionamento do atual presidente em relação ao servidores que, além de alterar o horário de expediente e proibir o uso da Internet em diversas situações, agora demitiu o colega apesar da posição contrária exposta nas deliberações das comissões internas.

Na Justiça Federal, os servidores estão se adaptando ao novo sistema e aguardando o curso de capacitação, reivindicado pelo  diretores Sisejufe junto à direção geral do foro.

“Na Justiça Eleitoral, nos deparamos com um quadro muito grave. Durante conversa com os colegas, observamos que as paredes tinham grandes marcas de mofo bem junto às mesas em que esses servidores realizavam seu trabalho” relatou Lucena, preocupada com o quadro de insalubridade. Ela lamentou que o TRE não tenha a mínima preocupação com as instalações.

“Salta aos olhos o problema da 110ª Zona Eleitoral de Magé, mas é relevante que mencionemos que, em geral, as zonas eleitorais estão em locais precários, sempre um puxadinho deixado por outro órgão”, salientou Horta. Ele observou que fazer o uso racional do orçamento não significa manter seus trabalhadores e a população que utiliza o serviço “desta maneira quase que desumana”.

O Sisejufe já encaminhou um ofício à Presidência do TRE solicitando providências imediatas para a extinção da condição insalubre em Magé. O documento foi protocolado sob o número 50.683/2018.

Os diretores estiveram em Teresópolis no dia 21 de maio e em Magé, no dia 22.

Compartilhe