SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
REDES SOCIAIS
YouTube

NÚCLEO DE OFICIAIS de Justiça do Sisejufe se reúne com a Administração do TRT 1

Os dirigentes do Núcleo de Oficiais de Justiça (Nojaf) do Sisejufe Mariana Liria e Maria Cristina Mendes, diretoras do sindicato, e Pietro Valério, representante pela Justiça do Trabalho, estiveram reunidos nos dias 4 e 5 de dezembro no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região com Fabio Petersen Bittencourt, diretor da Secretaria Geral Judiciária; Altair Ruiz, assessor da mesma secretaria; Eliete Pinto, diretora da Secretaria Judiciária de Primeira Instancia; e Ricardo Duarte, coordenador de Divisão do Interior.

De acordo com os representantes sindicais, a Administração do tribunal demonstrou preocupação com o atual déficit de servidores nesse segmento. No entanto, sem perspectiva de lotação de oficiais de justiça nos curto e médio prazos, se fez necessário um estudo de alternativas viáveis para equacionar a demanda gerada pelas vacâncias não repostas.

Nesse sentido foi proposto o desenvolvimento de ferramentas auxiliares ao serviço do oficial de justiça capazes de simplificar as rotinas de devolução dos mandados. Foi sugerida a elaboração de uma interface capaz de integrar relatório de atividades diárias, controle de estatística, indenização de transporte e Simos em uma única plataforma e, consequentemente, reduzir o tempo dedicado pelos oficiais a atividades administrativas.

O passo seguinte será estudar a viabilidade técnica pela Secretaria de Gestão de Tecnologia de Informática.

Considerando ser segurança a prioridade da atual gestão do sindicato, e conforme demanda apresentada no Comitê de Prioridades da Primeira Instância enquanto Comitê de Orçamento, será oficiado à Presidência do tribunal reivindicação de um sistema de suporte em caso de emergência (botão do pânico) para assistência de oficiais que venham a se encontrar em situações de risco.

Tendo em vista que, desde junho de 2017, o aumento de mandados de citação em processo de conhecimento sem a prévia expedição de carta alterou a carga de trabalho dos oficiais, foi solicitado um levantamento desse tipo de expediente com vistas a aferir seu impacto na atividade dos Oficiais de Justiça.

O sindicato avalia que esses encontros trouxeram a abertura de um canal de diálogo com a Administração do TRT da 1ª Região, na busca de soluções para as dificuldades enfrentadas atualmente pelo funcionalismo público. O Nojaf trabalha pela concretização de medidas que venham a melhorar as condições de trabalho de seus representados.

 

Compartilhe