SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
REDES SOCIAIS
YouTube

NPCD – Acessibilidade e inclusão são temas de fórum nacional do TRF2.  Atuação de subcomissão que Sisejufe faz parte é destacada

A política da direção do Sisejufe em insistir na implementação da Resolução 230 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que obriga todos os tribunais do país a instaurarem comissões de acessibilidade e inclusão, se mostrou eficiente e começa a render os primeiros frutos. No Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), por exemplo, a promoção do 1º Fórum Nacional de Acessibilidade e Inclusão (1º Fonaci), que ocorreu nesta quarta-feira (22/11), é resultado do trabalho da Subcomissão Permanente do tribunal que trata do assunto. Os diretores do sindicato Ricardo de Azevedo Soares e Dulavim Lima, representantes do Núcleo de Pessoas com Deficiência (NPCD) da entidade, participam ativamente da subcomissão.

“Vamos sempre manter uma atuação aguerrida na defesa dos interesses dos servidores com deficiência do TRF, como também de todo o Judiciário Federal do Rio. Ainda temos muito trabalho pela frente. Nossa atuação será sempre pautada  para resolver os problemas que afligem os servidores e a questão da acessibilidade e da inclusão”, destacou o diretor do Sisejufe Ricardo de Azevedo Soares, que participou do evento juntamente com os também diretores do sindicato Carlos Henrique Ramos da Silva (Carlão) e Joel Lima de Farias.

 

IMG_8718

O diretor do Sisejufe Ricardo Azevedo Soares participou do 1º Fonaci no TRF2

A atuação da Subcomissão foi destacada pelo presidente do TRF2, desembargador André Fontes, durante os debates no fórum no auditório do 3º andar na Rua do Acre. O magistrado ressaltou que a instância presidida pela juíza federal Claudia Valéria Mello, da Seção Judiciária do Rio de Janeiro (SJRJ), é a que mais vem atuando e apresentando resultados mais positivos e concretos em tão pouco tempo, desde que foi instaurada no meio do ano.

“A Subcomissão de Acessibilidade do TRF2 é a que mais se reúne e apresenta resultados práticos, inclusive, a realização deste fórum que estamos participando”, afirmou André Fontes.

 

 

 

RELEMBRE A LUTA

A Subcomissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão do TRF2 foi instaurada após um longo trabalho sindical dos diretores Dulavim Lima e Ricardo de Azevedo, do NPD do Sisejufe, e muitas reuniões para discutir o assunto. Os dois são os representantes da entidade no colegiado. A implementação ocorreu em junho deste ano e foi anunciada pelo desembargador André Fontes em reunião com a direção do sindicato. Na ocasião, o presidente do TR2 ressaltou a extrema importância em avaliar as questões de mobilidade e as necessidades das pessoas quanto ao caráter de acessibilidade.

Ricardo Soares lembra que entre as prioridades da subcomissão, está fazer levantamento do quantitativo de servidores com deficiência e seu tipo. A ideia é alcançar também os funcionários de empresas terceirizadas e estagiários, além de destinar ações que também beneficiem o público em geral, como a implantação de rampas no prédio.

O Núcleo de Pessoas com Deficiência do Sisejufe continua na luta pela implementação de comissões, conforma a Resolução 230 do CNJ, em outros tribunais. Além do TRF2, o núcleo vem cobrando instalação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ),  da SJRJ e da Justiça Militar para o cumprimento de medidas que garantam a efetiva inclusão de pessoas com deficiência nestes locais.

 

Imprensa Sisejufe

Compartilhe