SINDICATO DOS SERVIDORES DAS JUSTIÇAS FEDERAIS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
REDES SOCIAIS
YouTube

Coral do Sisejufe participa do IX Encontro de Corais em Vassouras

O Coral do Sisejufe participou do IX Encontro de Corais do PIM (Programa Integração pela Música) que aconteceu nos dias 22 e 23 de setembro em Vassouras, no Centro-Sul Fluminense. O evento reúne desde 2009 grupos de canto coral de várias cidades do Estado do Rio de Janeiro, profissionais e amadores, que participam desse grande momento musical, envolvendo diversificado repertório, interpretado por corais com diferentes formações e estilos. coral vassouras2

Idealizado pelo maestro Cláudio Moreira, o evento faz parte do calendário musical do PIM e a cada ano encanta e atrai um maior número de pessoas em suas audições, incentivando a profissionalização dos grupos e a formação de plateia, além de ser uma importante oportunidade de compartilhamento e troca de saberes entre os participantes e, claro, grandes momentos de emoção para o público.

Em sua apresentação, o Coral do Sisejufe encantou o público com canções da MPB, como Paisagem da Janela, de Lô Borges e Fernando Brant,  Andar com Fé, de Gilberto Gil e Não Quero Dinheiro, de Tim Maia.

O Coral do Sisejufe tem por finalidade o lazer e o bem estar do servidor e os participantes costumam ser entusiastas da prática do canto coral e usufruem de todos os benefícios que decorrem dessa prática musical, desde o desenvolvimento vocal até a integração e inclusão social.

Servidores de todas as justiças federais podem participar. O grupo tem um alto astral contagiante, com repertório do cancioneiro popular que favorece a alegria de seus participantes.

Participar de um coral exige compromisso e disciplina, mas no sentido mais exuberante dessas palavras, porque compromisso e disciplina são empregados por e para o grupo, exaltando o conceito de alteridade, onde cada um tem um significado de imprescindível para o outro participante. É um projeto que só é possível a partir do conjunto de vozes, que busca um som para o grupo, havendo assim um vínculo interpessoal, naturalmente as partes compõem o todo.

Essa construção agrega valores essenciais à nossa existência, pois muito embora sejamos seres individuais, a convivência com o outro possibilita enxergarmos a nós mesmos a partir do respeito às diferenças. O que contribui para sermos pessoas melhores, alegres, a estarmos de bem com a vida.

Toda essa boa vibração nos faz sentir bem e é um sentimento permanente. São diversos os fatores que nos motivam a permanecer no coro, seja pelo repertório, pelos laços de amizade que construímos, pelo interesse comum em gostar de cantar, ou pelo maestro que nos motiva a aprender, criando uma atmosfera acolhedora para os ensaios.

Há,nitidamente, um ambiente de carinho, há o conhecimento dos resultados, com repertório interessante e desafios alcançáveis.

No encontro de Vassouras, os coralistas se hospedaram na cidade para retorno no dia seguinte e num clima de muita animação se cotizaram para visitação a uma fazenda de café, antes da volta ao Rio. O ambiente festivo, proporcionado pela bela apresentação do coral no sábado, continuou até o retorno do grupo ao Rio.

 

Fonte: Com informações  do diariodovale.com.br

 

Compartilhe